Jetzt loslegen. Gratis!
oder registrieren mit Ihrer E-Mail-Adresse
Rocket clouds
DIDÁTICA von Mind Map: DIDÁTICA

1. A didática pode ser entendida como o estudo e desenvolvimento de métodos e procedimentos destinados a orientar e estimular o educando da maneira mais eficiente possível, visando seu crescimento cognitivo e interpessoal.

1.1. Em síntese a Didática ativa da menos atenção aos conhecimentos sistematizados, valorizando mais o processo de aprendizagem e os meios que possibilitam o desenvolvimento das capacidades e habilidades intelectuais dos alunos.

1.1.1. faz um julgamento ou uma crítica do valor dos métodos de ensino.

1.2. Permite a elaboração de atividades que conduzemo educando para a condição de sujeito ativo da própria aprendizagem.

1.2.1. O melhor método é aquele que atende as exigências psicológicas do aprender.

2. Psicologia da Aprendizagem

2.1. Teorias da Aprendizagem

2.1.1. O desenvolvimento humano deveria ser visto como algo que não está apenas dentro do indivíduo, mas também na sua relação com o mundo que o rodeia, pois o homem é parte da cultura que herda e que pode, a partir de suas intervenções nela, recriar essa cultura.

2.1.2. Na teoria piagetiana, o sujeito (aluno) é um ser ativo que estabelece relação de troca com o meio-objeto (físico, pessoa, conhecimento) num sistema de relações vivenciadas e significativas, uma vez que este é resultado de ações do indivíduo sobre o meio em que vive, adquirindo significação ao ser humano quando o conhecimento é inserido em uma estrutura – isto é o que denomina assimilação. A aprendizagem desse sujeito ativo exige sempre uma atividade organizadora na interação estabelecida entre ele e o conteúdo a ser aprendido, além de estar vinculado sua aprendizagem ao grau de desenvolvimento já alcançado.

2.1.3. Para Vygotsky, a finalidade da aprendizagem é a assimilação consciente do mundo físico mediante a interiorização gradual de atos externos e suas transformações em ações mentais.Nesse processo, a aprendizagem se produz, pelo constante diálogo entre o exterior e interior do indivíduo, uma vez que para formar ações mentais tem que partir das trocas com o mundo externo, cuja da interiorização surge a capacidade da atividades abstratas que a sua vez permite elevar a cabo ações externas.

2.1.4. a teoria de Wallon considera o desenvolvimento da pessoa completa integrada ao meio em que está imersa, com os seus aspectos afetivo, cognitivo e motor também integrados.

3. Ensino-Aprendizagem

3.1. Metodologias de Ensino

3.1.1. Tendências Pedagógicas Brasileiras

3.1.1.1. Tendências Progressivas

3.1.1.1.1. Libertária

3.1.1.1.2. Libertadora

3.1.1.1.3. Histórico-crítica

3.1.1.2. Tendências Liberais

3.1.1.2.1. Liberal Não diretiva

3.1.1.2.2. Liberal Tecnicista

3.1.1.2.3. Renovadora progressivista

3.1.1.2.4. Liberal Tradicional

4. Projeto Didático

4.1. Sequência Didática

4.1.1. As sequências didáticas são um conjunto de atividades ligadas entre si, planejadas para ensinar um conteúdo, etapa por etapa. Organizadas de acordo com os objetivos que o professor quer alcançar para a aprendizagem de seus alunos, elas envolvem atividades de aprendizagem e de avaliação.

4.1.2. Deve promover a aprendizagem e apresentar

4.1.2.1. Interdisciplinaridade

4.1.2.1.1. Globalização do conhecimento

4.1.2.1.2. Possibilita a compreensão e o entendimento das ligações entre várias áreas do conhecimento.

4.1.2.1.3. Supera a fragmentação do ensino.

4.1.2.2. Conflito Cognitivo

4.1.2.2.1. A aprendizagem é mais significativa se responde a nossas dúvidas e conflitos em comparação a um processo apenas expositivo.

4.1.2.3. Compreensão

4.1.2.4. Metacognição

4.1.2.4.1. levar cada aluno a discutir e a pensar sobre como faz as coisas, sobre como aprende.

4.1.2.5. Aprendizagem significativa

4.1.2.5.1. aprender significativamente é ampliar e reconfigurar ideias já existentes na estrutura mental e com isso ser capaz de relacionar e acessar novos conteúdos. Quanto maior o número de links feitos, mais consolidado estará o conhecimento

4.1.2.6. Atitude Favorável e Motivadora

5. As teorias de aprendizagem buscam reconhecer a dinâmica envolvida nos atos de ensinar e aprender, partindo do reconhecimento da evolução cognitiva do homem, e tentam explicar a relação entre o conhecimento pré-existente e o novo conhecimento. A aprendizagem não seria apenas inteligência e construção de conhecimento, mas, basicamente, identificação pessoal e relação através da interação entre as pessoas.

6. Planejamento de Ensino

6.1. Significa estabelecer um conjunto de ações que visam a sistematização do trabalho docente.

6.1.1. Para que serve ?

6.1.1.1. Para fugir da rotina, da repetição mecânica dos cursos e das aulas;

6.1.1.2. Para evitar a improvisação o que pode provocar ações soltas, desintegradas

6.2. Para garantir:

6.2.1. o cumprimento da programação estabelecida;

6.2.2. a continuidade do trabalho do professor;

6.2.3. a distribuição racional do tempo disponível;

6.2.4. a eficiência, eficácia e efetividade do processo ensino-aprendizagem;

6.3. Plano de aula

6.3.1. O plano de aula é a previsão de atividades que professor e alunos devem realizar durante o período escolar diário. Apesar do plano de unidade deixar bem claro o conteúdo que será desenvolvido, as atividades, o material didático, o plano de aula é indispensável.

6.3.1.1. O plano deve ser real, concreto, realizável, a ponto de ser possível executá-lo integralmente, dentro das condições previstas. Não se concebe um trabalho burocrático apenas para apresentar aos superiores ou para constar de exigências outras.

6.3.1.1.1. O professor tem necessidade de refletir sobre o sentido de cada aula, seus objetivos imediatos, rever seu conteúdo, conferir o material a ser utilizado.

7. Tanto a Didática como a metodologia estudam os métodos de ensino. Há, no entanto, diferença quanto ao ponto de vista de cada uma. A Metodologia estuda os métodos de ensino, classificando-os e descrevendo-os sem fazer juízo de valor. A Didática, por sua vez, faz um julgamento ou uma crítica do valor dos métodos de ensino. Podemos dizer que a metodologia nos dá juízos de realidades, e a Didática nos dá juízos de valor. Juízos de realidade são juízos descritivos e constatativos.