Jetzt loslegen. Gratis!
oder registrieren mit Ihrer E-Mail-Adresse
Química von Mind Map: Química

1. baterias de níquel câdmio

1.1. Baterias de níquel-câdmio são as baterias que nós utilizamos no dia a dia, as baterias que encontramos em celulares, filmadoras e basicamente tudo o que utilizamos e está é uma bateria secundária e é recarregável, ou seja se conectada ao seu carregador poderá ser reutilizada, assim podendo ser reutilizada até 4 mil vezes. O eletrodo desse tipo de bateria é uma pasta eletrolítica com 28% de hidróxido de potássio, KOH, em massa. Sua voltagem constante é de 1,4 V. Possui como eletrodo (positivo) ou cátodo o hidróxido (óxido) de níquel (III), NiO(OH), e como eletrodo negativo ou ânodo o metal cádmio Cd(s).

2. Baterias de Lítio

2.1. As pilhas ou baterias que possuem o lítio como principal constituinte têm como uma de suas características o fato de serem bem leves, pois o lítio é o metal menos denso descoberto até o momento.

2.2. Pilha ou bateria de lítio-iodo:Ela foi desenvolvida principalmente para ser usada em marca-passos cardíacos, já que é bastante leve, segura, tem uma boa durabilidade (cerca de 8 a 10 anos), fornece uma voltagem de 2,8 V.

2.3. Pilha ou bateria de íon Lítio: Ela leva esse nome exatamente porque o seu funcionamento se baseia no movimento de íons lítio (Li+). Ela é atualmente muito utilizada nas baterias de telefones celulares e seu potencial varia entre 3,0 e 3,5 V.

2.4. O ânodo e o cátodo são formados por átomos dispostos em planos como se fossem lâminas com espaços onde os íons lítio se inserem. O ânodo é formado por grafita com o metal cobre e os íons se intercalam nos planos de estruturas hexagonais de carbono, formando a seguinte substância: LiyC6­.Já o cátodo é formado pelos íons lítio intercalados num óxido de estrutura lamelar (LixCoO2). Assim, temos que os íons lítio saem do ânodo e migram por meio de um solvente não aquoso para o cátodo. Essas baterias são recarregáveis, bastando usar uma corrente elétrica externa que provoca a migração dos íons lítio no sentido inverso, ou seja, do óxido para a grafita.

3. Pilhas Combustíveis

3.1. O ânodo e o cátodo são formados por átomos dispostos em planos como se fossem lâminas com espaços onde os íons lítio se inserem. O ânodo é formado por grafita com o metal cobre e os íons se intercalam nos planos de estruturas hexagonais de carbono, formando a seguinte substância: LiyC6­.Já o cátodo é formado pelos íons lítio intercalados num óxido de estrutura lamelar (LixCoO2). Assim, temos que os íons lítio saem do ânodo e migram por meio de um solvente não aquoso para o cátodo. Essas baterias são recarregáveis, bastando usar uma corrente elétrica externa que provoca a migração dos íons lítio no sentido inverso, ou seja, do óxido para a grafita.

3.2. Essas pilhas são utilizadas em indústrias, foguetes, naves e submarinos

4. Pilha seca

4.1. produz uma voltagem de apenas 1,5 V

4.2. USO: lanternas, rádios, telefone, campainhas

4.3. Polo Negativo – Ânodo: Zn (s) → Zn2+ (aq) + 2 e-Polo positivo – Cátodo: 2 MnO2(aq) + 2 NH4 1+ (aq) + 2e- → 1 Mn2O3 (s) + 2NH3(g) + 1 H2O(l) A reação global é dada por: Zn (s) + 2 MnO2(aq) + 2 NH4 1+ (aq) → Zn2+ (aq) + 1 Mn2O3 (s) + 2NH3(g)

5. Pilha alcalina

5.1. possuem d.d.p de 1,5 V e não são recarregáveis.

5.2. tocadores de CD/DVD e MP3 portáteis, câmeras fotográficas digitais, brinquedos

5.3. A pilha alcalina, por sua vez, possui uma única diferença em relação à pilha ácida, no lugar do cloreto de amônio, usa-se uma base forte, que geralmente é o hidróxido de potássio (KOH) ou o hidróxido de sódio (NaOH).

5.4. Ânodo: Zn + 2 OH → ZnO + H2O + 2e- Cátodo: 2 MnO2 + H2O + 2e-→ Mn2O3 + 2 OH Reação global: Zn +2 MnO2→ ZnO + Mn2O3

6. Bateria de mercúrio

6.1. As baterias/pilhas de mercúrio são geralmente usadas em: relógios digitais e de pulso, máquinas fotográficas, calculadoras, agendas eletrônicas, aparelhos auditivos e outros elétricos portáteis que exigem um trabalho eficiente e durabilidade (essas pilhas possuem voltagem de 1,35 V); - Diferentemente do que as pilhas costumam ter, na pilha de mercúrio o ânodo é formado por uma cápsula de zinco metálico (Zn(s)) e o cátodo por óxido de mercúrio II (HgO(s)). Tanto o Zn como o HgO são transformados em pó e compactados para que a pilha fique o menor possível. O eletrólito é feito de uma solução de hidróxido de potássio saturada (KOH(aq)). Assim, o Zn se oxida, doando seus elétrons para o HgO.

7. Bateria automotiva

7.1. A bateria de automoveis é recarregavel e é formada por varias placas de chumbo e oxido de chumbo mergulhados em acido sulfurico

7.2. A bateria do automóvel é formada por seis pilhas ou células eletroquímicas ligadas em série de 2 volts cada, o que significa que ela possui uma força de 12 V.

7.3. 1.As placas de chumbo metálico (Pb) constituem o ânodo ou polo negativo da bateria, o que significa que elas sofrem oxidação, perdendo elétrons, conforme a semirreação a seguir: 2. Por outro lado, as placas de chumbo revestidas de óxido de chumbo IV (PbO2) compõem o cátodo ou polo positivo da bateria. Elas recebem os elétrons perdidos pelas placas de chumbo metálico e reduzem-se: 3. Na bateria de automóvel, o conector positivo fica ligado ao negativo e assim por diante, o que caracteriza uma bateria montada em série. Os conectores das extremidades fornecem a ddp (diferença de potencial) mencionada (12 V).